segunda-feira, 9 de outubro de 2017

COMO VOCÊ INTERPRETA?! – XXVIII

No capítulo 34 – “Com os Recém-Chegados do Umbral” –, André efetua notáveis considerações, a respeito dos espíritos que, desencarnados a mais ou menos tempo – alguns em condições de profunda demência –, foram resgatados pelos “Samaritanos” e encaminhados aos pavilhões das “Câmaras de Retificação”.
Interessante o diálogo que ele entabula com uma senhora, que auxilia a descer de um dos carros da missão socorrista, que – pasmem! – acreditava ter sido resgatada do Purgatório. Vejam os nossos irmãos internautas o poder de sugestão da mente sobre a vida do espírito! Durante séculos e séculos, “fazendo a cabeça” de seus seguidores, a Igreja Católica fez com que se lhes cristalizasse na mente a ideia de Céu, Inferno e Purgatório – é como se fosse uma hipnose de longo curso, da qual, muito lentamente, os espíritos haverão de despertar.
*
Entrando em conversa com a referida senhora, André descobre que ela havia sido “dona” de muitos escravos, que fizera sofrer, tendo a consciência “aliviada” pelas periódicas confissões que realizava com um padre que lhe visitava a fazenda – o padre Amâncio –, em troca de hospedagem, mesa farta e polpudas doações para a Igreja.
No diálogo que, em síntese, o autor espiritual reproduz, ela estava convicta de que a raça negra era inferior: - “Escravo é escravo – dizia. – Se assim não fora a religião nos ensinaria o contrário. Pois havia cativos em casa de bispos, quanto mais em nossas fazendas? Quem haveria de plantar a terra, senão eles? E creia que sempre lhes concedi minhas senzalas como verdadeira honra!...”
Quem saberá dizer de quanto tempo um espírito assim necessitará a fim de modificar as suas concepções raciais?! Quanto carma, de fato, a Humanidade ainda tem a resgatar com os integrantes da raça negra, e outros irmãos nossos, como, por exemplo, os índios?! Às vezes, eu me ponho a pensar que o peso do carma que, coletivamente, paira sobre a Humanidade, caso desabasse de repente, a esmagaria! Poucos, talvez, escapassem desse “terremoto” generalizado! Não fosse a intercessão da Misericórdia Divina, junto à Divina Justiça, advogando a causa dos homens, a raça humana desapareceria, porque, em sua história, há carma suficiente para tanto!...
*
Quando pergunta à antiga senhora de escravos – que tinha consciência de sua “morte” – imaginava ter sido sequestrada ao Purgatório! –, quando é que ela havia deixado a Terra, surpreso, ouve a resposta: - “Em Maio de 1888.”!...
Ora, André Luiz informa que as experiências colhidas para escrever o livro “Nosso Lar”, foram vivenciadas por ele em 1938, às vésperas de estourar a Segunda Grande Guerra (1939-1945) – portanto, a senhora que com ele dialogava havia desencarnado, simplesmente, há 50 anos! – sim, ela havia deixado o corpo há meio século, sem a menor noção de que tanto tempo houvera passado.
Observem, os nossos internautas, que, em determinadas circunstâncias, o espírito “perde” completamente a consciência de espaço e tempo – mormente quando o remorso faz com que ele “estacione” no exato ponto em que adquiriu a culpa. Provavelmente, não fosse a missão socorrista, empreendida pelos “Samaritanos”, a situação espiritual daquela infeliz irmã ter-se-ia prolongado por maior número de lustros. Espíritos existem que, com ou sem consciência de seu desenlace do corpo, permanecem, nas proximidades da Crosta por séculos! Eis, portanto, algo que todos os espíritos deveriam temer em sua desencarnação – mesmo na condição de espíritas, deveriam e devem temer: a ausência de lucidez em relação a si e, consequentemente, de sua nova condição existencial!...
*
Informamos ainda que a mencionada senhora – veja-se que coisa! – desencarnou em consequência da Lei Áurea, promulgada pela Princesa Isabel, em 13 de maio de 1888! O abalo emocional que experimentou foi tamanho – sabendo que todos os “seus” escravos não mais lhe pertenciam –, que ela teve uma apoplexia!...
Incrível, não!...
Quanta miséria em nós! Quanta sombra ainda por alijar do próprio espírito!...

INÁCIO FERREIRA

Uberaba, 9 de outubro de 2017. (*)
(*) Aniversário do Auto-de-Fé de Barcelona, Espanha, ocorrido em 9 de outubro de 1861.






23 comentários:

  1. Aécio Emmanuel César9 de outubro de 2017 02:45

    Bom dia Dr. Inácio e Baccelli. Salve o auto-de-fé de Barcelona que, como disse Kardec, "Podem-se queimar os livros, mas não se queimam as ideias". Realmente devemos convir que ainda somos enfermos da alma, e esse tempo é diferente de espírito a espírito. Um forte abraço aos dois. Jesus conosco. Aécio Emmanuel César

    ResponderExcluir
  2. Bom dia dr Inácio Baccelli e todos por aqui...
    Deixai os mortos...enterrarem seus mortos..ensinou Jesus...
    Estamos temporariamente mortos enquanto não nos reconhecemos espíritos imortais não é mesmo dr Inácio?
    Essa senhora ainda se econtrava morta no sentido de que não havia ainda a vida verdadeira dentro de si..
    Estava morta de valores..
    Suas concepções egoístas de posse inclusive de pessoas..lhe empanavam a visão..
    É preciso morrer tantas coisas dentro de nós..para nos sentirmos realmente vivos não é mesmo?
    É preciso enterrar tantas coisas velhas que não fazem parte da jornada do espírito...
    E enquanto isso não acontece...vivemos sem noção de tempo..sem saber por onde ir..sem sair do lugar..
    Precisamos enterrar velhos hábitos..velhos preconceitos..velhas idéias..para que o novo comece a nascer dentro de nós..
    Percorrer todos os caminhos..conhecendo a lição de cada um deles..
    Não sermos um título religioso...e sim um espírito que deseja saber..conhecer...
    Somos ainda mortos..porque nos aprisionamos em crenças..que nós mesmos criamos..
    Morre o orgulho..nasce a humildade
    Morre o egoísmo..e começa a nascer a caridade..a fraternidade..a solidariedade.
    Morre a vaidade..e nasce a simplicidade..a naturalidade...
    É preciso permitir que cada um descubra dentro de si a verdadeira vida...
    Descubra os potenciais divinos dentro de si...
    Por isso para mim dr Inácio...não existe a melhor religião..existe sim em qualquer delas aqueles que estão dispostos a ensinar bons caminhos...
    E somente pode ensinar...aquele que já aprendeu...
    E assim...aconteceu e acontece com Jesus...que porque já aprendeu..hoje ensina por Amor..
    Linda semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Dr. Inácio e Baccelli. Como somos atrasados moralmente, somos racistas, homofóbicos e nos alimentamos de animais indefesos. Realmente se não fosse a misericórdia de Deus não haveria jeito. Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Ana Lúcia de Oliveira Gobbi9 de outubro de 2017 07:32

    QUERIDOS AMIGOS!!!!INFELIZMENTE AINDA SOMOS SEPULCROS CAIADOS POR FORA E CHEIOS DE PODRIDÃO POR DENTRO.A MAIORIA DE NÓS TEM UMA "VERSÃO" DE SI MESMO PARA A SOCIEDADE,MAS NA REALIDADE ESTAMOS MUUUUITO LONGE DO QUE DEMONSTRAMOS SER.AÍ CAÍMOS NA ARMADILHA DE COMEÇARMOS A ACREDITAR QUE SOMOS AQUELA FACHADA QUE APARENTAMOS E QUE NÃO PRECISAMOS EMPREENDER TANTO ESFORÇO PARA EVOLUIR,JÁ QUE FREQUENTAMOS UM TEMPLO RELIGIOSO,DAMOS ALGUNS DONATIVOS ESPORADICAMENTE E NÃO FAZEMOS NADA QUE NOS LEVE À CADEIA.MAS QUANTOS CRIMES COMETEMOS POR PENSAMENTO,NÉ?A ILUSÃO DE QUE TEMOS UMA EVOLUÇÃO ESPIRITUAL QUE ESTAMOS LONGE DE POSSUIR É O MAIOR ENTRAVE À NOSSA FELICIDADE.SÓCRATES JÁ NOS ALERTOU HÁ MUITO TEMPO ATRÁS: "CONHECE-TE A TI MESMO". SE NÃO ME ENGANO, SANTO AGOSTINHO TAMBÉM NOS ACONSELHOU FAZER UM EXAME DE CONSCIÊNCIA DIÁRIO PARA QUE NOSSA EVOLUÇÃO DESLANCHE SATISFATORIAMENTE.O PIOR CEGO É AQUELE QUE NÃO QUER VER E O EVANGELHO É O REMÉDIO PARA O NOSSO CASO.ETA COLÍRIO ABENÇOADO!!!!
    ABRAÇÃO SEMANAL DA ANA LÚCIA GOBBI!
    @}--´-----

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Dr. Inácio e Baccelli!!

    Nossa 50 anos vivendo sem lucidez, complicado. Não gostaria de passar por isto.
    Salve o auto-de-fé o objetivo era destruir mas surtiu efeito contrário!!

    Abraços e excelente dia e semana para todos nós!!
    Fiquemos com o BOM DEUS!! \O/

    Carlos A. Gomes

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde nobres amigos e irmãos de doutrina, parabéns por lembrar de um ato infame do bispo de Barcelona, queimando em praça pública os livros de Alan Kardek, dando grande prejuízo a editora das obras básicas da Doutrina. Mas a divina providencia,pela reencarnação possibilita a regeneração de um Bispo ignorante e ultrapassado, lembrando que no século XX, quando Alan kardek reencarna como Francisco Candido Xavier, este Bispo reencarna em um humilde lar Espirita, se tornado um bondoso padre Carmelita, amigo de Chico e doutor Inácio, por isso perseguido pelo Bispo de Uberaba. Que Deus ilumine seu caminho no plano Espiritual. Um grande e fraternal abraço a todos. professor Fábio Ferreira de Marília -SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cadichon Pirilampo9 de outubro de 2017 12:21

      Boa tarde, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Fábio Ferreira (Marília, SP, 09-10-2017 08:36). Parabenizamos o seu escrito sumariando o Auto-Fé de Barcelona! A fim de facilitar um pouco mais além essa observação, sinalizamos o artigo "O Auto-de-Fé e a reencarnação do bispo de Barcelona" (09-10-2014/09-10-2015), de Jorge Luiz dos Santos e publicado no site "Canteiro de Ideias"! Muito bem lembrado! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (16:19)!!!

      Excluir
  7. Querido Dr. Inácio, querido irmão Baccelli, e agora
    que o Papa Francisco aboliu o "Purgatório", como fica?
    Outra coisa, se André Luiz está relatando o Livro em 1938, sendo ele "Carlos Chagas" que desencarnou em 1934, quando foi que ele viveu a experiência referida no Livro?
    Não adiantou queimar os Livros em Barcelona, eles agora estão por toda a Terra. Ah! homens quando entenderão: "Que é Deus"?
    Abraços dos amigos Jesus Cristo e Verinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cadichon Pirilampo9 de outubro de 2017 15:21

      Boa noite, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Vera Filgueira (09-10-2017 10:17). Purgatório e André Luiz. Permita-nos auxiliar embora não estejamos especificamente autorizados pelo Dr. Inácio Ferreira (IF) e/ou pelo médium C.A.B. Você escreveu e questionou "...e agora que o Papa Francisco aboliu o "Purgatório", como fica?..." Num primeiro momento, pesquisemos o conteúdo referente àquela declaração. Inicialmente, leiamos o artigo "Purgatório é um fogo interior, esclarece o Papa" (12-01-2011 10h04-11h13 - Notícias/Mundo/Europa - EFE - Terra). Este papa é o Bento XVI (papa de 19.04.2005 a 28.02.2013). O outro artigo é "O papa Francisco revisa a teologia do inferno. Somente no século XVI, com santo Agostinho, nasce na Igreja a ideia de uma pena para sempre, sem retorno." (20-02-2015 17:05 CET), de Juan Arias e publicado no jornal "El Pais", coluna Brasil, onde se lê que "...Segundo Francisco, no DNA da Igreja de Cristo, não existe um castigo para sempre, sem retorno, inapelável..." Considerando estes contextos, esse conceito de não existência do 'purgatório' é coerente com o que o Espiritismo (a Doutrina Espírita) declara em "O Livro dos Espíritos" e em "O Céu e o Inferno, ou A Justiça Divina segundo o Espiritismo". Logo, o Espiritismo tem a sua linguagem adequada e conceitos bem claros. Saudemos alegremente essas decisões e esclarecimentos papais. Não nos esqueçamos de o próprio Espírito Agostinho de Hipona modificou aquelas noções antigas, conforme se lê em "O Evangelho segundo o Espiritismo", capítulo I - "Não vim destruir a Lei", itens 10, 11 e nota! Continuaremos a nossa observação! Deus e Jesus abençoem a você e a todos no seu campo de ação espiritual! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (19:19)!!!

      Excluir
    2. Cadichon Pirilampo9 de outubro de 2017 16:34

      Boa noite, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Vera Filgueira (09-10-2017 10:17). Purgatório e André Luiz (continuação). Você escreveu "...Outra coisa, se André Luiz está relatando o Livro em 1938, sendo ele 'Carlos Chagas' que desencarnou em 1934, quando foi que ele viveu a experiência referida no Livro:"..." Acreditamos que você obterá subsídios no artigo "Quem foi André Luiz", de Hércio M. C. Arantes, publicado no site http://facespirita.blogspot.com.br/2012/06/quem-foi-andre-luiz.html. Tenhamos bom senso nessas questões aparentemente paradoxais! Deus e Jesus abençoem a você e a todos em seu campo de ação espiritual! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (20:32)!!!

      Excluir
    3. Cadichon Pirilampo10 de outubro de 2017 05:36

      Bom dia, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Vera Filgueira (09-10-2017 10:17). Purgatório e André Luiz. Geralmente, algumas pessoas (Espíritos, mentes, almas, pessoas, criaturas, etc...) perguntam: - "Em que ano do século XX André Luiz apareceu no círculo de estudos da família de Rômulo Joviano, em Pedro Leopoldo, MG?" Bem, busquemos algumas pistas interessantes nos seguintes relatos. Primeiro, o relato de Lísias "...Talvez não saiba ainda que sua permanência nas esferas inferiores durou mais de oito anos consecutivos..." ("Nosso Lar", capítulo 7 - Explicações de Lísias). Segundo, naveguemos a obra "Deus conosco" (Vinha de Luz, 3ª edição, set 2010), mensagem "O testemunho é solitário" (24-06-1943), onde Emmanuel psicografou "...Relativamente às nossas atividades espirituais, creio próximo o dia em que um amigo virá trazer-nos certas impressões de além-túmulo, que julgo muito preciosas e oportunas..." Em nota de rodapé, Wanda Amorim Joviano (1926-....), organizadora daquele livro juntamente com outros, esclarece que o trecho acima mencionado "em referindo-se a André Luiz." Seria interessante questionar: "Onde esteve André Luiz antes da data de 24-06-1943?" Muito provavelmente, num primeiro momento, nas "zonas inferiores" (capítulo 1 - Nosso Lar); depois, foi recolhido pelo Ministro Clarêncio e equipe para a Colônio 'Nosso Lar' (capítulo 2 - Clarêncio - "Nosso Lar"). Mais adiante, na comunicação "Sobre 'Nosso Lar' (08-09-1943), Emmanuel elucida "...Agradecendo em nosso nome a feitura material do novo livro [em negrito, no original], estamos igualmente satisfeitos com o término do trabalho..." ("Deus conosco"). No livro "Sementeira de Luz" (Vinha de Luz, 1ª edição, 2006), de Neio Lucio (NL = Arthur Joviano, 1862-1934, professor) psicografou as páginas "O eco das palavras sem som" (14-07-1943), onde grafou "...Tenho acompanhado com muita simpatia o novo trabalho que vocês vão recebendo..." A organizadora citada acima (Wanda Amorim Joviano), em nota de rodapé esclareceu sobre essa declaração de Neio Lucio como "refere-se ao início da recepção do livro Nosso Lar, pelo espírito de André Luiz). Inácio Ferreira (IF), na obra "Na Casa de Meu Pai...", LEEPP, 1ª edição, abr 2013, sinaliza esse fato no capítulo 26. Finalmente, NL, na mensagem "As sugestões de 'Nosso Lar'" (18-08-1943), escreveu "...As sugestões desse livro são imensas e valem como programas valiosos para todos os departamentos de atividades da Terra...". Retornando ao "Nosso Lar", lê-se o prefácio "Novo amigo", de Emmanuel, datado de 03-10-1943, e feito em Pedro Leopoldo, MG. Bem, agradecemos a gentileza de proporcionar uma pesquisa saudável! Deus e Jesus abençoe a você e a todos em seu campo de energia espiritual! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (09:35)!!!

      Excluir
  8. Dr. Inácio, queridíssimo, o tema tem pano para mangas. Fico me questionando por onde pairará a figura padre Amâncio, cujo drama não será em nada inferior ao da senhora da senzala. Cúmplice que foi no trato infra-humano administrado aos pobres escravos que serviam a senzala, em vez de evangelizar todos, senhores e escravos, no "Amai-vos uns aos outros como eu vos amei", distorceu profundamente os fundamentos dos ensinos do Mestre Jesus. Contribuiu para o cativeiro doloroso e sangrento de irmãos simples, humildes e vítimas da crueldade de mentes primárias e da Lei humana permissiva de tais atos.
    A Igreja Católica tem, sim, um grande carma acumulado e continua a adensá-lo.
    O Auto-de-Fé contribuiu excessivamente para publicitar a Doutrina para além das fronteiras da sua origem, tendo sido os seus intentos malignos desmaterializados pela vontade do Mestre Jesus.
    Jamais o mal vencerá o bem! Poderoso só Deus!
    Muito grata como sempre. Abraço carinhoso à equipa. Noémia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cadichon Pirilampo11 de outubro de 2017 04:32

      Bom dia, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Noémia José (09-10-2017 10:41). Padre Germano. Você escreveu "...Fico me questionando por onde pairará a figura do padre Amâncio, cujo drama não será em nada inferior ao da senhora da senzala..." Muito boas as suas observações! Todavia, sinalizamos as obras "Memórias do Padre Germano" (FEB), de Amalia Domingo y Soler (1835-1909) e "Um Sacerdote Espírita - Reflexões sobre Padre Germano"(IDE, 1ª edição, 2017), de Orson Peter Carrara. Não nos esqueçamos também da vida e obra de Emmanuel conforme ele mesmo narrou a partir de "Há dois mil anos" (FEB) e outros livros! Roguemos a Deus e a Jesus Cristo por esse irmão padre Amâncio, onde estiver! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (08:30)!!!

      Excluir
    2. Irmão Cadichon, bom amigo, lembrou bem "Memórias do Padre Germano", de Amália Domingo y Soler. Livro fascinante e que tanto bem nos faz à alma, tal e qual os ditos romances de Emmanuel, pelo estímulo que nos proporcionam a caminharmos mais perseverantes e ver no sacrifício e na dor grandes impulsionadores do progresso.Padre Amaro certamente já é um vencedor e quem sabe trabalhando em prol da humanidade. Diz bem, roguemos a Deus e a Jesus pelo irmão padre Amàncio. Quanto à obra de Orson Peter Carrara, fiquei interessada em a ler, certamente é interessante, irei pesquisar. Muito obrigada pelo seu contributo grandioso. Tem me inspirado a mais estudar, pesquisar e consolidar os meus estudos. Excelente! Jesus abençoe a sua caminhada sem cessar. Abraço fraterno.Noémia

      Excluir
  9. Dr. Inácio, Baccelli e internautas: a todos muita paz! Estou saindo um pouco do tema de estudo mas, gostaria muito de pedir da ajuda de vocês.
    Através das postagens deste blog percebi que muitos já leram o livro: REENCARNAÇÃO NO MUNDO ESPIRITUAL. Partindo desta premissa, gostaria muito, se for possível o esclarecimento de uma dúvida que tenho, e desde já agradeço a atenção.
    No capítulo 21 do livro REENCARNAÇÃO NO MUNDO ESPIRITUAL, há uma referência a Yogananda, que foi um místico indiano. Neste capítulo Dr. Inácio cita o texto do livro Autobiografia de um iogue, que ora transcrevo: “O Homem não desenvolvido tem que passar por incontáveis encarnações terrestres, astrais e causais, para emergir de seus três corpos. Um mestre que conquista a liberdade final pode escolher voltar à terra como profeta, para ajudar outros seres humanos a regressarem a Deus, ou, como eu, residir no cosmo astral. Lá, um salvador assume parte do fardo cármico de seus habitantes e, assim, os ajuda a terminar o ciclo de reencarnações no cosmos astral, para que continuem definitivamente nas esferas causais. Ou então, uma alma liberta pode entrar no mundo causal para ajudar seus seres a encurtarem seu prazo no corpo causal e, assim, conquistarem a Liberdade absoluta.”
    Em relação à questão das reencarnações nas diversas esferas ou dimensões consegui assimilar de forma tranquila e racional, todavia o que não entendi foi sobre a questão de um salvador assumir parte do fardo cármico de seus habitantes e assim os ajudar a terminar o ciclo de reencarnações. A lei de causa e efeito, como funcionaria nestas condições?
    Caso possam me ajudar a compreender, agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cadichon Pirilampo10 de outubro de 2017 12:47

      Boa tarde, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Lucia (09-10-2017 13:24). Missão de salvador. Permita-nos auxiliar embora não estejamos especificamente autorizados pelo Dr. Inácio Ferreira (IF) e/pelo médium C.A.B. O trecho que você citou e que se encontra no capítulo 21 de "Reencarnação no Mundo Espiritual" (LEEPP, 1ª edição, jun 2008), realmente é do livro "Autobiografia de um Yogue" (Self-Realization Fellowship, publicado em 1946 e ampliado em 1951), de Paramahansa Yogananda (1893-1952), capítulo 43 - Ressurreição de Sri Yukteswar [1855-1936], mestre espiritual de Yogananda. Neste, o autor Yogananda narra o diálogo com o seu amigo espiritual ocorrido na tarde de 19-06-1936 no quarto de um hotel em Bombaim, Índia. Num determinado trecho, antes do mencionado por você e por IF, Sri Yukteswar declara que "Como os profetas são enviados à Terra para ajudar os homens a esgotarem seu carma físico, assim Deus me enviou a um planeta astral com a missão de salvador. Esse globo chama-se Hiranyaloka ou 'Planeta Astral Iluminado'. Lá estou auxiliando seres adiantados a se libertarem de seu carma astral e a se libertarem, portanto, dos renascimentos astrais...." Daí em diante, Yukteswar explica a função dessa missão de salvador na linguagem própria do Budismo e do Hinduísmo. Lendo essa obra e capítulo, IF abriu o seu campo mental para o entendimento da reencarnação no Mundo Espiritual. Dentro desse contexto, a lei de causa e efeito seria aplicada naturalmente segundo as obras de cada um dos envolvidos. Não nos esqueçamos de que Yukteswar fala de seres adiantados! Bem, sugerimos que a nobre irmã digite pelo Google o tema "Yogananda - livro Autobiografia de um Yogue" e leia todo o capítulo para compreender o pensamento vivo daquele autor e de seu mentor espiritual! Perdoe-nos se não fomos muito claros na explicação! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (16:45)!!!

      Excluir
    2. Dr. Inácio, Baccelli e internautas – muita paz ! Agradeço ao Cadichon Pirilampo as informações acerca dos mecanismos de evolução na dimensão astral, li o capítulo 43 do livro: “Autobiografia de um Yogue”, achei muito interessante, agradeço muito a ajuda.
      Com relação ao texto de estudo desta semana, Dr. Inácio nos escreve: “em determinadas circunstâncias o espírito “perde” completamente a consciência de espaço e tempo.” No relato em questão são cerca de “50 anos” que esta senhora fica desconectada da sua real situação, é um tempo muito significativo!!!
      No livro UM POUCO MAIS ALÉM, Dr. Inácio no capítulo 28 relata um episódio muito interessante, entre ele Inácio Ferreira e o comerciante de loja de tecidos – Salim, em Uberaba. Este comerciante havia desencarnado em 1966 e o fato se passava em 2006 a cerca de aproximadamente 40 anos depois do desencarne. Resumindo o comerciante Salim não conseguia acreditar que ele havia desencarnado, muito menos a cerca de 40 anos. Dr. Inácio na tentativa de convencê-lo, deu-lhe um choque de realidade, levou Salim a uma banca de jornal e mostrou-lhe a data era 16 de julho de 2006, mas mesmo assim não adiantou. Perguntou então ao comerciante se ele visse a mãe dele, ele se convenceria. O comerciante afirmou que sim. Então como estava muito difícil, Dr. Inácio e Salim começaram a rezar para a mãe de Salim desencarnada há 60 anos, e no final da oração D. Sara, a mãe de Salim, emergiu de uma outra esfera, tangibilizou-se e acolheu em seus braços, o comerciante Salim. Finalizando este relato no capítulo 29, Dr. Inácio escreve: ”Nem tive tempo de lhe acenar um adeus...instantaneamente, o “portal” que, entre uma Dimensão e outra se abrira, desapareceu sob o comando de uma força no sentido contrário a que fizera surgir!”
      Companheiros, penso que desencarnar não deve ser muito fácil, e ainda ficar perdido no tempo e no espaço é de arrepiar!!! Dr. Inácio como poderemos nos preparar melhor contra esta amnésia espiritual? A percepção de tempo no mundo espiritual é a mesma que temos aqui na terra? Aqui parece que o tempo está correndo mais rápido, aí na cidade que o senhor mora, o tempo está passando mais rápido?

      Excluir
    3. Cadichon Pirilampo12 de outubro de 2017 04:27

      Bom dia, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Lucia (11-10-2017 15:06) Agradecemos a gentileza de suas palavras! Acreditamos que você poderá colher ensinamentos sobre o assunto de seu interesse no caso Yogananda, lendo também a obra "Renúncia" (FEB), de Emmanuel. Nesta, conhece-se o caso de Alcíone. Ampliando "um pouco mais além", recomendamos a leitura e o estudo de "Sementeira de Luz" (Vinha de Luz) e "Sementeira de Paz" (Vinha de Luz), de Neio Lucio (Arthur Joviano). Estes três livros têm sido comentando por Inácio Ferreira e/ou pelo médium em diversas ocasiões. Não nos esqueçamos nesses assuntos da revelação feita pelo Espírito Celina a Bezerra de Menezes (sugere-se digitar no Google o tema 'Celina, a mensageira - Casa do Espiritismo ou 'Bezerra de Menezes e Celina'). PS: ler "Cristo em nós" (LEEPP, 1ª edição, ago 2017, capítulo 64 - Na vida maior)! Boa leitura! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (08:24)!!!

      Excluir
    4. Cadichon Pirilampo12 de outubro de 2017 14:00

      Boa tarde, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Lucia (11-10-2017 15:06). Permita-nos auxiliar mais uma vez. Você questionou "...Dr. Inácio como poderemos nos preparar conta esta amnésia espiritual?..." Uma possível resposta poderá ser encontrada lendo e estudando bem a pergunta 919 de "O Livro dos Espíritos". Depois, recorramos às obras do Dr. Inácio Ferreira (IF) e de outros autores espirituais como André Luiz. As duas outras perguntas sobre o tempo, acreditamos que a leitura do conteúdo do capítulo Tempo presente, passado e futuro de "Espírito é Gente!" (LEEPP), de IF, poderá ajudar a sua compreensão! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (17:59)!!!

      Excluir
  10. Bom dia, por favor Dr Inácio me esclareça uma dúvida quanto ao André Luiz ser Carlos Chagas, este desencarnou em 8 de novembro de 1934 e André começou compilar os dados para o Livro Nosso lar em 1938, e quanto ao oito anos que segundo Lísias ele passou no Umbral, mais o tempo de internação hospitalar. Ele mentiu para evitar problemas com a família?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cadichon Pirilampo10 de outubro de 2017 10:58

      Boa tarde, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Cirineu Ciro (10-10-2017 07:24). Permita-nos auxiliar embora não estejamos especificamente autorizados a fazê-lo pelo Dr. Inácio Ferreira e/ou pelo médium. Acreditamos que você obterá um esclarecimento interessante lendo o artigo "Quem foi André Luiz?", de Hércio M. C. Arantes e citado por um irmão em 09-10-2017 09:34 e os esclarecimentos do mesmo em 10-10-2017 05:36. Não descartamos a possibilidade de estar enganados! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (14:57)!!!

      Excluir
  11. Cadichon Pirilampo10 de outubro de 2017 18:05

    Boa noite, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Como devemos interpretar a frase "...Ora, André Luiz informa que as experiências colhidas para escrever o livro "Nosso Lar", foram vivenciadas por ele em 1938, às vésperas de estourar a Segunda Grande Guerra (1939-1945) -..." psicografada por Inácio Ferreira (IF) nesta comunicação semanal e considerando o contexto daquele livro? Num primeiro momento, a citação está correta conforme ficou evidenciado no artigo "Quem foi André Luiz", de Hércio M. C. Arantes. Posteriormente, leiamos o esclarecimento de Lísias no capítulo 24 - O impressionante apelo; - Estamos ouvindo "Moradia", velha colônia de serviços muito ligada às zonas inferiores. Como sabe, estamos em agosto de 1939. Seus últimos sofrimentos pessoais não lhe deram tempo para ponderar sobre a angustiosa situação do mundo, mas posso afiançar que as nações do planeta se encontram na iminência de tremendas batalhas." Uma conclusão lógica: é necessário estudar comparando os textos em diversos contextos, não é mesmo? Não nos esqueçamos de que podemos estar enganados! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (22:04)!!!

    ResponderExcluir
  12. Cadichon Pirilampo12 de outubro de 2017 14:19

    Boa tarde, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Vikings e Islamismo. Permitam-nos divulgar o artigo "Descoberta do nome de Alá em artefatos vikings intriga cientistas" (12-10-2017 14h11-14h36) publicado nos sites Terra (Notícias - Ciência) e BBC Brasil.com (Ciência). O artigo assinala que "Arqueólogos suecos anunciaram a descoberta de caracteres da escrita árabe em mantas mortuárias encontradas em cerimônias funerárias vikings. A descoberta pode levar a novas informações sobre a influência do Islã na Escandinávia..." Consultando-se a obra "A Caminho da Luz" (FEB), de Emmanuel, poderemos encontrar no capítulo XVII - A Idade Média subsídios sobre o Islamismo! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (18:17)!!!

    ResponderExcluir